terça-feira, 7 de abril de 2015

Lourenço,

chegaste ao mundo à hora de almoço, como eu. nos meus sonhos eras uma Laurinha, acho que só agora que olhei para esses teus olhos que já vinham tão abertos para a vida fora do útero é que te encaixei como Lourenço. muito mais tempo demorei a encaixar a tua mãe como mãe (acho que só quando a abraçar e te pegar é que me vai cair a ficha definitivamente!). tu ainda não sabes mas escolheste os melhores pais do mundo e uma família com F grande para nasceres. Lourenço, ouve bem o que te digo, tu és fruto de uma das histórias de amor mais bonitas que conheço... um amor sólido, amadurecido pelo tempo, sem pressas, feito de respeito e cumplicidade entre duas pessoas individualmente maravilhosas. é que tu ainda não sabes, mas a tua mãe tem um dom... a tua mãe, Lourenço, é uma espécie de íman de coisas boas. é uma super-cola 3 de pessoas do bem. e o teu pai, é daquelas pessoas em que intuitivamente sabes que podes confiar a 100%. é por isso, Lourenço, que tu és um pequeno tesouro e que esta tia (que vais ter tempo de conhecer) está completamente rendida à tua chegada. e é por isso que sei que estás destinado a ser uma boa pessoa e a ser infinitamente feliz.

2 comentários:

semi-nomada disse...

Benvindo Lourenço!!! Que seja muito feliz! <3 Beijos grandes

Rita C´est ma vie disse...

Que post tãooo querido! Parabéns!